RATOS di VERSOS - no mesmo RAT - LOCAL!

Um comentário:

Oráculo e Poesias disse...

MENSAGEM CIFRADA

Doce foi teu augúrio, no momento
em que a voz sussurrava, oca, as memórias do presente
e na lápide do sonho reinava um sentimento
que da ternura à ironia, desterrava a flor contente

Vulga foi minha espera, que esperou tão docemente
a palavra, o brado, a esfera
que rolasse, no intento
de manter a chama acesa a gemer incandescente,
segurando a porta aberta com um só sopro de vento

E, quando a começar rolaram as sinas, as rimas, os ais
tirei da mala as vestes, que hoje não servem mais
desfazendo uma viagem que nunca aconteceria

Logrando os musgos, a lama, prossegui em correria
tentanto entender o fundo de uma mensagem vazia
tentando entender, dos deuses, os seus cifrados sinais...