PARA o GRITO de DAN MAGRÃO o GRITO de JULIANA HOLLANDA

Grite sem parar
sem se preocupar
se vai faltar o ar
ou ensurdecer alguém.

Grite como um dragão, como Tarzan, como gatas no cio ou como aquela mulher na TPM.
Grite como a fome grita dentro do estômago.
Grite como o marido enfurecido,como o torcedor no estádio de futebol.
Grite como o vendedor de mate na praia, o sorveteiro ou o amolador de facas...
Grite como o cara que anuncia pamonhas todas as manhãs na sua rua,
como o feirante
ou como a amante que ouve aquela velha máxima do “não vou me separar. Não posso!”,
depois de ter sido cozida em banho-maria por 5 anos...

Grite como o ar
sem parar
ninguém vai se preocupar
em emudecer.

Um comentário:

dã disse...

Griita Ju, griiita!