POEMAS DE RATOS (uma série)

Uma poeta se questiona quando a noite se derruba



onde está ele?

eu vejo o meio-fio

o fio das sombras

as sombras de um fio

onde está ele?

são duas da manhã

escrevo amanhã

são três da manhã

escrevo pela manhã

onde estou eu?

os passageiros desta rua?

os funcionários desta lua?

onde está?

o futuro do meu passado

o passado do futuro

sussurro o presente



o des-carnado

2 comentários:

Juju Hollanda disse...

Bem que...eu tinha me identificado...

pararei de sussurrar...
tentarei gritar!!!

Bjos
Juju

Juju Hollanda disse...

e esse ELE é bem subjetivo...já que vc sabe, vc sabe descarnado...
o ele pode ser tudo, todos ou nada nem nenhum...mas o sussuro... existe!