Se eu fosse um rato...


Se eu fosse um rato eu me esconderia no lixo
Se eu fosse um rato eu não sentiria pena dos “humanos”
Se eu fosse um rato eu não pensaria
Se eu fosse um rato eu não sofreria
Se eu fosse um rato eu viveria sem ouvir os homens
Se eu fosse um rato eu não teria pesadelos dormindo e nem acordado

Mas, infelizmente eu sou um homem e tenho que conviver com os meus.
Eu sinto pena das pessoas que vivem pior que um rato
Eu sinto porque penso
Eu sofro porque ouço o que os homens dizem
Eu tenho pesadelos porque a humanidade é um pesadelo

Parabéns senhores ratos, vocês são o que são... E são: “FELIZES”.

Américo S. Rissato

Um comentário:

Dudu Pererê disse...

adorei a homenagem!! bom poema. abraço duduperere