"Não sou eu que gosto de nascer
Eles é que me botam para nascer todo dia
E sempre que eu morro me ressuscitam
Me encarnam me desencarnam me reencarnam
Me formam em menos de um segundo
Se eu sumir desaparecer eles me procuram onde eu estiver
Pra estar olhando pro gás pras parede pro teto
Ou pra cabeça deles e pro corpo deles."
(Patrocínio, 2001, p. 79)

"Há almas que nunca se descobrirão, a não ser que se principie por inventá-las."
Nietzsche

"Descansa.
O Homem já se fez
O escuro cego raivoso animal
Que pretendias."
(Via Vazia - VIII)

Hilda Hilst***


Dedicado a Sônia Segadas e toda sua arte de compaixão, crença e dedicação para com as almas rejeitadas, para com a vida. A omissão, o preconceito e o julgamento, são os mais noscivos martelos gerados na maldada "microfísica do poder." Loucos, somos todos.
Obrigada, Sônia

Maristela Trindade

Um comentário:

maristotelica.blogspot disse...

Espero q o amigo do Thiago tenha melhorado!
Beijos e saúde na tua lida, Sônia!