POEMA COLETIVO dia 14 de Setembro

Saia? Não saio.
Retorno, revido, vivido
Eu não amortecido
Hoje é dia de ensaiar
de calças ou de saia
Seus selos saíram da sala no sábado as
sete minutos pras seis
um reles desejo
tomara que caia...

Quando a sacanagem toca
A alegria rola
ABAIXO A VIOLÊNCIA
E VIVA A SALIÊNCIA
os RATOS gostam disso e dizem:
-vamos tocar o zaralho!
Sarará vatapá
E a poesia vai
Eu não vou
Poesia
Arte
Me beija
E enlouqueça
Na minha freqüência
Na AM, FM,
E a juventude é muito atrasada

Essa galinhagem
As vezes dói
Eu te amo e
Execro a bicha
Que se fudeu na
Tentativa de conquista
Eu amo em você
O homem que não sou
Eu sou
A sensata santa que
Te ora e a devassa
Puta que te curra
(Sheyla C)

A hora sensata
nu escândalo
na fome e todos
se matam comendo
a fome
e a fome
e a fonte sem nome
e a cura
e a puta sem censura
a coisa chama
a vaga apruma
e a coisa turva

A gente não quer só a coisa
A gente quer coisar...
A coisa é filme de tarde no SBT
Se o Sílvio Santos de candidatasse
Virava presidente da porra do Brasil

Ratão de saia
O sol no poente desenha
Pro caralho Cesar Maia

Os Ratos estão soltos
Por entre os escombros
Da cidade suja...
Os ratos são donos
Imundos e sem controle

Nunca vi tão espertos
RATOS DI VERSOS
De ventos, de vultos
Ratos de esbanjos
Loucos ratos de lua
Correm percorrem
Conhecem a tua
Linda face, anjos
Lábios, clitóris e vulvas

Não sei que vem
Antes das letras
Aqui
Começo uma pagina
Branca
Cheia de linhas
Odeio linhas
Cheia de idéias
Cheia
Encho uma página
Aprendo de avestruz
E bola
Entendo que mandar
Tudo ao caralho
E ir pro saco
É da escolha
A plena
E encho a página
O saco de que lê
A porra toda
Verborrágica
Preciso saber
O que foi pito
É só virar a página
Para o branco
E colorir como

Um comentário:

Barbara Jovanholi disse...

A Poesia arrebata a alma!!
Adorei o blog!
Visite-me:
http://barbara-ella.blogspot.com

Uivemos em paz, pela paz e pela poesia.